quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Perfeição

"Anarquismo representa a libertação da mente humana e do domínio da religião. Libertação do corpo humano do domínio da propriedade. Libertação das algemas e da contenção do governo. Representa a ordem social baseada na liberdade de grupos de indivíduos. "

-Emma

'O conceito é puro, simples, verdadeiro. Me inspirava, acendeu o fogo da rebelião. Mas ultimamente, eu aprendi a lição que Goldman, Proudhon e outros aprenderam: a verdadeira liberdade requere sacrifício e dor. A maioria dos seres humanos pensam apenas que querem liberdade, quando na verdade eles anseiam pela escravidão da ordem social, leis rígidas e materialismo. A única liberdade que o homem quer realmente é a liberdade de ficar confortável.'

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Sadness

Sad and alone 
The pain still tortures me
You think I don't know
You think I'm blind
But I'm not 
I know everything about you
Please God, tell me what to do

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Far away

Deitado ao teu lado eu vejo vazio nos teus olhos
Sinto a distância nos matando 
Não tenho medo da morte mas medo de não poder mais te tocar, não mais te acariciar
Onde iremos parar?

terça-feira, 27 de outubro de 2015

JSS

Por muitas vezes solitário 
Invariavelmente doente 
A verdade é que esse desespero é esmagador, essa sensação de que estou sozinho nunca vai embora
O que resta agora?
O abraço do vazio é tentador, ninguém vê o que eu vejo ou tem ideia de como o nada parece reconfortante.
A cada dia que passa, luto contra a maré, contra o inevitável fim.
Tenho medo e não sei o que fazer...
O que fazer?

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A love suicide

Sinto como se tivesse uma arma sendo pressionada contra minha cabeça
O tempo todo prestes a morrer, mas nunca de fato
A morte parece ter um sabor doce e agradável
Meu cérebro tá pulsando e isso dói
Meus nervos estão em frangalhos 
A minha vida é a ausência de vivência 
Seu rosto é o meu farol guia, sem ti não sei o que faria.
Desesperado, o futuro parece inalcançável, a dor parece interminável e meu medo, inabalável.
Tenho medo que perca a fé em mim, como já fiz a muito tempo.
Tenho medo que se torne alguém que desconheço por eu não ser mais o mesmo. 
Eu te amo

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Is this the end?

Será que ainda sente o mesmo?
Sinto uma distância enorme entre o que somos é o que fomos.
Vejo o vazio nos seus olhos
E o espelho reflete o meu medo
Irracional?
Não.
O mundo gira e eu me mantenho alheio a tudo, sou um observador em meio ao turbilhão de emoções. 
A sua vida é monótona
A minha vida é a sua vida 
Se você não vive eu morro
Como continuar aqui sem vida?

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Ragna Terrae

Tomado pela dor, ele corre rumo ao ventre de sua amada
É o seu nome que queima no  meu peito.
Ferida que não cicatriza
Aberta diariamente com palavras falsas.
Subestimando a sua vaidade
Isso me afasta de mim mesmo
O sangue foi derramado, eu vejo um rosto deformado pelo medo
Não existirá buraco capaz de escondê-lo
Em sua face, lágrimas escorrem através do tempo
Tudo passou tão rápido que quase nem pareceu existir
Poderia ser qualquer um, porém, me tornei uma estatística na sua vida
Nada é real, tudo desaparece
Lavando a alma impura na sua avassaladora lucidez.
Vamos todos morrer